APOCATÁSTASE - Considerações astrológicas do verdadeiro motivo original e a eterna ordem da criação

 

Símbolos
Símbolos
O domicílio quarta

 

As relatividades em camadas (1º, 2º e 3º domicílio) entre planetas e signos do zodíaco apontam para outras camadas. Com isso, chegamos cada vez mais perto do sonho de um astrólogo, ou seja, que há uma dignidade ou debilidade para todos os planetas em cada signo. Esta é a forma como os diferentes efeitos dos planetas nos diferentes signos podem ser melhor compreendidos e interpretados. Os princípios que encontramos nas três dignidades mais fortes (1º, 2º e 3º domicílio) dão-nos pistas que levam a novos alinhamentos.

Nós podemos ignorar os ensinamentos da triplicidade, quando somos confrontados com outras considerações, pois os ensinamentos são uma falácia (capítulo 2.5). Isto foi sempre claro, mas muitas vezes deliberadamente esquecido. Eles contradizem as exaltações e têm, em contraste com os domicílios e exaltações, nenhumas debilidades nos seus signos opostos. Eles parecem ser uma tentativa inconsistente de completar o sistema de dignidades.

É lógico, porém, que os planetas não podem ter uma dignidade em qualquer signo em que o pólo oposto tem uma dignidade. Vênus não pode, por exemplo, ter uma dignidade em qualquer signo de Marte, Plutão, Mercúrio, Iustitia, Saturno ou de Urano. Resumindo: o Sol, a Lua, Vênus, Júpiter, Netuno e Faunus só possuem uma dignidade nos signos Sol, Lua, Vênus, Júpiter, Netuno e Faunus e uma debilidade nos signos de Mercúrio, Marte, Saturno, Urano, Plutão e Iustitia e Mercúrio, Marte, Saturno, Urano, Plutão e Iustitia tem uma dignidade nos signos de Mercúrio, Marte, Saturno, Urano, Plutão e Iustitia, e uma debilidade nos signos do Sol, Lua, Vênus, Júpiter, Netuno e Faunus. A 4ª, 5ª, 6ª e 7ª dignidades são derivadas disto.

O 4º domicílio é a quarta dignidade dos planetas. Estas atribuições são todas novas e são, tal como os próximos trêsdomicílios, desconhecidas para a astrologia tradicional e moderna.

 

2 exaltação